Fim de tarde.. Praia de Alvor

sábado, 27 de março de 2010

Sem ti

Do teu sorriso,
fiz minhas lágrimas.
Do meu pranto,
tua ira.
Na minha aflição,
desfiz o amor.

Nas tuas mãos
senti miragens,
Dos teus lábios
pedi perdão.
Nos teus olhos,
achei as margens.
E da tua boca
guardei rancor.

Ao teu silencio
roguei pragas.
Do teu desespero
fiz minha dor.
Do teu corpo
meu calor...

Agora de ti
não resta nada,
ficou um travo ácido
um odor ténue
um simples rumor

4 comentários:

  1. nada como um texto assim para cobrar o que se deve

    até mais

    ResponderEliminar
  2. Sem ti, nada existe... um belo poema, um belo hino ao amor.

    Bj
    Luis

    ResponderEliminar