Fim de tarde.. Praia de Alvor

sábado, 20 de março de 2010

Na curva da estrada...

A paisagem era o mar
Os rochedos, as gaivotas, o amor
que crescia sem palavras inúteis....
Á medida do nosso corpo,
Apenas o silencio
o florir das ondas
que se enroscavam nos nossos pés
A intimidade da espuma
que nos prateava os cabelos
e dava um toque irreal
á nossa descoberta,
á nossa vida.....

Ficou desses dias
A pureza das caricias
o amor que crescia
e as lágrimas tristes
quando na curva da estrada
me disses-te
que partias!

5 comentários:

  1. Sim.. Muitas!! Nem tu sabes quantas! :o(

    ResponderEliminar
  2. Boa noite.
    Desejo-lhe muitas alegrias.

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. Obrigado Amapola!!! è sempre muito querida!!! Bjs. Alexandra

    ResponderEliminar